O projeto integra 35 ações, com uma atuação integrada na sua maioria baseadas em soluções de caráter demonstrativo e inovador. Inclui trabalhos de monitorização alargados com os quais se pretende avaliar as medidas implementadas em termos ecológicos, nas funções de ecossistemas e ao nível socioeconómico. O projeto integra ainda trabalhos dirigidos à disseminação dos seus resultados junto de outros potenciais utilizadores (profissionais associados à problemática), tanto nacionais como internacionais. As ações são as seguintes:

A. Ações preparatórias, elaboração de planos de gestão e/ou de planos de ação.

  • A1 Complemento e atualização da caraterização da situação de referência
  • A2 Compilação, estruturação e operacionalização de base dados nacional e plataforma web multi-utilizador
  • A3 Projetos de execução, licenciamentos, autorizações e procedimentos de contratação necessários a ações C
  • A4 Desenvolvimento, ensaio e avaliação de sistemas automatizados de monitorização e/ou dissuasão
  • A5 Instalação de viveiro de produção de flora autóctone para ações de conservação
  • A6 Desenvolvimento de protótipos para dissuasão de avifauna em linhas de média tensão
  • A7 Elaboração e Aprovação de Normas Internas de Orientação para apoio à Gestão em pós-projeto

B. Compra/arrendamento de terras e/ou pagamentos compensatórios pelo direito ao uso da terra.

C. Ações de Conservação concretas

  • C1 Mitigação integrada da redução de conetividade e permeabilidade da paisagem por estradas nacionais e itinerários principais
  • C2 Potenciação de bermas e parcelas marginais de infraestruturas rodoviárias como zonas de abrigo, refúgio, alimentação e/ou deslocação.
  • C3 Desenvolvimento e instalação de sinalização rodoviária vertical
  • C4 Aplicação Móvel para promoção da recolha de dados de mortalidade
  • C5 Ensaio de dispositivos para dissuasão de poiso de avifauna em linhas de média tensão
  • C6 Desenvolvimento, ensaio e aplicação de misturas biodiversas para sementeiras de promoção da biodiversidade na envolvente de infraestruturas lineares
  • C7 Medidas de mitigação e potenciação em vias do concelho de Évora
  • C8 Medidas de mitigação e potenciação em vias do concelho de Montemor-o-Novo
  • C9 Operação de Viveiro para ações de Conservação C10 Promoção de “ilhas” de biodiversidade sob traçados de linhas de alta tensão

D. Monitorização do impacto das Ações do projeto (obrigatório)

  • D1 Monitorização/avaliação de efeitos socioeconómicos do projeto
  • D2 Monitorização/avaliação efeitos do projeto em funções de ecossistema
  • D3 Monitorização/avaliação dos efeitos/impactes das medidas de conservação

E. Conscientização pública e disseminação dos resultados (obrigatório)

  • E1 Plano de Comunicação - Sítio web do projeto
  • E2 Plano de Comunicação - Placards/Outdoors em áreas de intervenção
  • E3 Plano de Comunicação – Sessões Públicas de Divulgação e Contactos com os Media
  • E4 Plano de Comunicação - Trabalhos e Materiais Complementares
  • E5 Sensibilização e Envolvimento da comunidade académica na recolha de informação/dados
  • E6 Formação/Disseminação junto de stakeholders
  • E7 Networking com outros projetos LIFE e não LIFE
  • E8 Programa de Voluntariado Jovem e Institucional
  • E9 Seminários técnicos de apresentação de desenvolvimentos e resultados do projeto
  • E10 “Adota uma estrada”, Programa de Educação/sensibilização ambiental com escolas do território
  • E11 Relatório para Leigos | Layman Report

F. Gestão e monotorização do progresso do projecto (obrigatório)

  • F1 Gestão do Projeto
  • F2 Compilação e Estruturação dos Indicadores de Desenvolvimentos do Projeto
  • F3 Auditoria Externa F4 Plano de Conservação e Comunicação Pós-LIFE